Com gol de placa de Kayky e oportunismo de Fred, Flu bate o Nova Iguaçu

Sem uma atuação exuberante, mas efetivo. O Fluminense encarou o Nova Iguaçu, no seu reencontro com o Maracanã, pelo Campeonato Carioca. Com golaço de Kayky e bom posicionamento de Fred e oportunismo de John Kennedy, a equipe verde, branca e grená bateu o Nova Iguaçu por 3 a 1. Com o placar, o Time de Guerreiros chega aos 16 pontos e se mantém no G4 do Estadual.

O Fluminense iniciou a partida dominando a posse de bola, mas de forma estéril. A equipe abusou, em determinados momentos, da bola longa, facilitando as interceptações do adversário. A primeira grande chance veio com Nenê, que quase fez um gol olímpico aos 7 minutos jogados.

O Fluminense funcionava bem melhor pelo lado direito com Calegari e Kayky, do que peço lado esquerdo com Egídio e Luiz Henrique. No meio, Nenê forçava algumas jogadas e Fred pouco chegava na bola. Mas no primeiro tempo, nenhum chute dado na direção do gol, diferente do que ocorreria na etapa complementar.

Aos 6 minutos da etapa complementar, um gol de gente grande: Kayky recebeu pela direita, passou por três jogadores com uma facilidade impressionante, deixou a marcação de bumbum no chão e mandou para o fundo das redes. Gol de placa no Maracanã com a assinatura de Xerém!

Dez minutos depois, numa triangulação espetacular de Nenê, Luiz Henrique e Fred, veio o segundo gol do Fluminense: o centroavante, debaixo das traves, não perdoou após assistência do “vovô”. Com este, o ídolo tricolor fica a dois gols de se tornar o segundo maior artilheiro da história do clube, além de ter atingido os 400 na carreira. O rival diminuiu logo depois num chutaço sem chances para Marcos Felipe.

Próximo de terminar o jogo, Lucca fez boa jogada pelo direito, achou Caio Paulista, que obrigou o arqueiro do Nova Iguaçu a fazer grande defesa! No rebote, John Kennedy não desperdiçou e deu números finais ao jogo: 3 a 1.

Jornalista: Ex-Flu, Wellington Nem fecha com o Fortaleza

Wellington Nem foi campeão carioca e brasileiro pelo Fluminense em 2012 (Foto Dhavid Normando - Photocamera)

Revelado nas categorias de base do Fluminense, o atacante Wellington Nem já tem um novo clube. De acordo com a jornalista do GE, Thaís Jorge, o atleta fechou com o Fortaleza.

Anteriormente, o jogador já havia sido oferecido ao Vasco da Gama e a outros cubes do país, mas não fechou negócio. Em sua última passagem pelo Flu, Nem não conseguiu ter boas atuações, em 2019.

Vale lembrar que seu grande momento foi em 2012, quando, titular do Tricolor, foi fundamental na conquista do tetracampeonato brasileiro.

Frazan está fora do jogo contra a Portuguesa

(Foto: Lucas Merçon - FFC)

O Fluminense terá nova dupla de zaga para a segunda rodada do Campeonato Estadual. Depois de perder Luan, que poderá passar por cirurgia, Frazan é a nova baixa para o confronto com a Portuguesa neste domingo, às 16h, no Maracanã.

O zagueiro Frazan sentiu uma lesão muscular durante os treinamentos e está fora do jogo. Luan Freitas fraturou o quinto metatarso do pé esquerdo e, assim, a dupla de zaga deve ser formada por Higor e um dos três: Davi, Geovani ou o recém-contratado Wiris.

Em contrapartida, Ailton Ferraz terá como opções ofensivas os atacantes Matheus Martins e João Neto e, possivelmente, de Ganso.

“Perder jogo me deixa puto”, comenta Egídio sobre a pressão da torcida

Ninguém gosta de sair de campo derrotada. Titular da lateral-esquerda do Fluminense, Egídio falou sobre isso em entrevista ao “Desimpedidos”. Além disso, o jogador comentou a respeito da pressão da torcida verde, branca e grená.

– Sou um jogador que você vai me ver de cantinho lá, ficando quetinho, pegando a bola e tocando de lado para não me expor. Eu não. Se eu estou defendendo essa camisa aqui que hoje é do Fluzão, eu vou querer que meu time sempre vença. Então, eu vou jogar para vencer, vou me expor em prol do meu time. Cada vez mais que você se expõe, vai mais ao fundo para cruzar, cruzar, cruzar, não vai acertar dez, quinze cruzamentos. Eu tenho muitas assistências na carreira por ir ao fundo e cruzar. Treino muito isso. E acho que é isso que acontece. Eu não me escondo. Quando tem de ajudar o time, eu vou. Esse é meu perfil. Gosto de jogar. Quem não tem medo, acaba às vezes sofrendo um pouco mais. Não me empolgo com elogios, mantenho os pés no chão. Quando vem a crítica, eu também não me abato. Eu me blindo com a minha família e sigo trabalhando para melhorar – disse e complementou:

– Perder jogo me deixa puto. No mais, eu sou muito mais alegre e descontraído. Brinco quando pode brincar, mas quando tem de ser sério, é seriedade – frisou.

Flu chegou nas quartas nas últimas três edições de Libertadores que disputou

Fred estava nas três classificações (Foto: Lucas Merçon - FFC)

O Fluminense chegou nas quartas de final da Copa Libertadores nas últimas três edições em que disputou a competição, em 2012, 2013 e agora em 2021. Com a vitória diante do Cerro Porteño (PAR), o Tricolor se garantiu na próxima fase e vai enfrentar o Barcelona de Guayaquil (EQU).

Em 2012, o Time de Guerreiros eliminou o Internacional com um triunfo por 2 a 1, no Engenhão, e avançou para encarar o Boca Juniors (ARG). Já no ano seguinte, despachou o Emelec (EQU), com um 2 a 0 em São Januário, e mediu forças com o Olimpia (PAR) logo depois.

Caso elimine o Barcelona e chegue à semifinal, o Tricolor repetirá o feito de 2008, quando tirou o São Paulo. Naquele ano, o Flu foi finalista do torneio, mas ficou com o vice-campeonato.

Perto do Flu, Jhon Arias é convocado para período de treinos com seleção colombiana

(Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC)

Muito próximo do acerto com o Fluminense, o meia-atacante Jhon Arias, do Independiente Santa Fe (COL), foi convocado para um período de treinos em Bogotá, entre os dias 09 e 12 de agosto, com a Seleção Colombiana. A lista conta apenas com atletas que disputam a liga local.

Dessa forma, caso realmente se apresente à seleção, o atleta não ficará à disposição para a partida de ida contra o Barcelona de Guayaquil (EQU), pelas quartas de final da Libertadores, que acontece na próxima semana, no Maracanã, no dia 12 de agosto.

Como disputou apenas a fase de grupos pelo Santa Fe (COL), o regulamento da competição permite que o jogador seja inscrito pelo Tricolor para jogar a fase final, de mata-mata, sem maiores problemas. Logo, ele pode ser utilizado e inscrito se tiver sua contratação confirmada nos próximos dias.

Fred critica duramente o gramado do Maracanã: “Muito ruim mesmo”

(Foto: Lucas Merçon - FFC)

Autor do gol que deu a vitória ao Fluminense sobre o Cerro Porteño (PAR), por 1 a 0, no Maracanã, e confirmou a classificação do Tricolor às quartas de final da Libertadores, o atacante Fred fez duras críticas ao gramado do estádio.

– Aqui tentamos ser mais equilibrados, mais sólidos, em função do jogo, do gramado que está duro, está ruim, muito ruim mesmo. A gente sabe que o nível vai subir, é sempre assim – disse ele.

Também no Maracanã, o Fluminense recebe na próxima quarta o Barcelona de Guayaquil (EQU), pelo primeiro jogo das quartas de final do torneio. A partida de volta será na semana seguinte, no Equador.

Roger se incomoda com críticas: “Gostaria de poder comemorar um pouquinho a classificação”

(Foto: Lucas Merçon - FFC)

Apesar da vitória diante do Cerro Porteño (PAR), por 1 a 0, e a classificação assegurada para as quartas de final da Libertadores, o Fluminense não teve uma atuação convincente e o desempenho da equipe foi criticado por muitos torcedores tricolores.

Em entrevista, o técnico Roger Machado se incomodou com as críticas pela performance do Time de Guerreiros, afirmando que “gostaria de poder comemorar um pouquinho a classificação”, sem se importar muito com os comentários negativos.

– Não esperamos o adversário no nosso campo. Ele que buscou nos envolver porque tinha a dificuldade e a diferença no placar. Fizemos um jogo duro, quem passa para essa fase não tem facilidade. Vencemos os dois confrontos, o resultado no agregado foi 3 a 0. Não dá para imaginar que nessa fase vamos dominar sempre. Acho que fizemos um bom jogo e nos classificamos com mérito. Gostaria de poder comemorar um pouquinho a classificação, saborear um pouco essa passagem que para a gente é muito importante. Mas ainda precisamos explicar como as coisas acontecem dentro de campo. Aconteceram da forma como imaginávamos, jogo duro onde passamos com virtudes – disse ele.

Do Japão, Nino acompanhou e torceu pelo Flu contra o Cerro

Diretamente de Tóquio, no Japão, onde acontecem os Jogos Olímpicos, o zagueiro Nino acompanhou a partida entre Fluminense e Cerro Porteño (PAR) e registrou em suas redes sociais seu momento como torcedor tricolor.

O Time de Guerreiros venceu a partida por 1 a 0 e classificou-se às quartas de final da Libertadores. Já Nino, disputa com a seleção brasileira, no próximo sábado, a final do futebol masculino contra a Espanha.

Confira a publicação:

Técnico tricolor ainda não projeta duelo pelas quartas da Libertadores

(Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC)

Depois de passar pelo Cerro Porteño (PAR) com duas vitórias, 2 a 0 na ida e 1 a 0 na volta, o Fluminense agora enfrenta o Barcelona de Guayaquil (EQU) nas quartas de final da Taça Libertadores. Antes, porém, encara o América-MG pelo Brasileirão.

Em entrevista coletiva logo após o segundo triunfo sobre os paraguaios, nessa última terça-feira, no Maracanã, o técnico Roger Machado revelou ainda não projetar o duelo, pensando, primeiramente, na partida de domingo pelo Brasileirão.

– Todo material detalhado, avaliação do adversário já está sendo preparada, mas nesse momento ainda não projeto. Projeto o jogo do fim de semana pelo Campeonato Brasileiro. Aproveitar para comemorar um pouco a classificação para as quartas de final. Nos dias que antecederão o jogo, a gente passa a projetar essa partida – disse ele.

Fluminense x Barcelona terá trio de arbitragem venezuelano

Alexis Herrera apitará jogo no Maracanã (Foto: Divulgação - Conmebol)

A Conmebol já designou as arbitragens para os jogos de ida das quartas de final da Copa Libertadores. No que diz respeito ao Fluminense, o duelo contra o Barcelona de Guayaquil, no dia 12 de agosto, no Maracanã, terá um trio venezuelano.

Alexis Herrera apitará a partida, auxiliado por Carlos Lopez e Jorge Urrego.

O jogo de volta acontecerá no dia 19 de agosto, no Monumental de Guayaquil.

Canal elege escudo do Flu entre os mais bonitos do Brasil

O canal De Sola fez um ranking com os escudos mais bonitos do Brasil. Com o bom humor que lhe é característico, criou designações nas seguintes graduações: “Lendário”, “Pika”, “Bonito”, “Mais ou Menos” e “Não me Pega”.

O Fluminense ficou bem avaliado com o segundo grau da escala: “Pika”.

Confira como ficaram as escolhas dos membros do canal:

“Não temos um time de jogadores habilidosos, mas técnicos”, diz Roger

Roger diz que luta incessante tem feito a diferença para o Fluminense (Foto: Lucas Merçon - FFC)

Classificado para as quartas de final da Libertadores, assim como na Copa do Brasil, o Fluminense tem na competitividade sua principal arma. É o que diz Roger Machado. O treinador admite que o grupo não é dotado de muitos jogadores habilidosos e sim aguerridos, capaz de elevarem a briga em campo por cada bola.

– Porque não temos um time de jogadores habilidosos, temos jogadores técnicos que competem pela bola. Na última coletiva disse que a torcida pode esperar é um time competitivo, que, quando tivesse em condições iria jogar, e quando não tivesse brigaria pelo resultado. É o que tem acontecido e nos dado vantagem na maioria dos jogos – analisou.

O Fluminense se classificou na Libertadores ao vencer, na terça-feira, o Cerro Porteño, por 1 a 0, no Maracanã. Na ida, no Paraguai, havia ganhado por 2 a 0.

Você sabia? Nino será o primeiro jogador do Flu a disputar final olímpica

Nino é titular na equipe de André Jardine (Foto: Lucas Figueiredo - CBF)

O Brasil disputará a final da Olimpíada na manhã de sábado, no Japão. E pela primeira vez na história um jogador do Fluminense estará numa final olímpica. Trata-se de Nino, titular na equipe do técnico André Jardine.

Com pelo menos a prata garantida, o zagueiro se tornará o terceiro tricolor a ganhar uma medalha nos Jogos. O também zagueiro Thiago Silva e o meia Thiago Neves conquistaram o bronze em 2008, na China.

Na história do Fluminense, Nino é apenas o 21º jogador a disputar Jogos Olímpicos, de acordo com levantamento do “Blog do Bolt”. Entre outros, a lista tem Abel Braga, Roger Flores, Edinho e o goleiro Nielsen Elias como nomes mais recentes.