João Goulart e seu filho João Paulo, também torcedor do Fluminense (Foto: Arquivo pessoal)

Há quase 40 anos, a torcida do Fluminense imortalizou nas arquibancadas a música “A bênção João de Deus”, hino católico que ganhou notoriedade no Brasil quando o Papa João Paulo II visitou o país pela primeira vez, em 1980. Entre os tricolores, virou tradição em momentos complicados e começou no dia 26 de outubro de 1980, numa decisão de 1º turno do Campeonato Carioca.

Naquele jogo, o Vasco saiu na frente com gol de Roberto Dinamite, ainda no primeiro tempo. No segundo tempo, o Fluminense empatou com Cláudio Adão, que terminou aquele campeonato como artilheiro (com 20 gols). O jogo foi para os pênaltis e o goleiro do Fluminense, João Goulart, pegou duas vezes e o Tricolor ganhou de 4 a 1.

Católico, João Goulart, hoje com 65 anos, inclusive, batizou seu filho com o nome de João Paulo.

– Essa música para mim é muito importante, até porque sou muito católico. Eu era um jogador que treinava muito, eu sempre achei que o futebol brasileiro, mesmo no meu tempo, era um pouco amador e eu queria me aprimorar. Me aprimorava em pênalti, em falta, saída de gol… Além da gente ficar empolgado com a torcida vibrando daquele jeito, eu acreditava que ia ser ajudado. Aquela música me dava confiança – recordou, complementando:

— Meu filho, que nasceu em 1982, se chama João Paulo. Nunca iremos esquecer. A emoção ainda não passou. (O nome é) por conta da música, da situação, de eu me chamar Paulo, do Papa… Uma coisa levou a outra. E meu filho ainda é tricolor fanático.

Depois daquele jogo, a música virou tradição.

– Eu sempre fui Fluminense, mesmo antes que eu pudesse imaginar que jogaria lá. Foi obra do acaso (risos). Depois desse dia, todo jogo do Flu, a torcida cantava a música do “João de Deus”, principalmente quando tinha pênalti contra nós. Eles iam para trás do gol e começavam a cantar… E eu ia e pegava o pênalti. Olha que loucura! A torcida então achava que tinha que cantar a música sempre (risos) – lembra João Goulart.

Em 1980, o Fluminense foi campeão carioca.