Se aprovada a lei, clubes mandantes poderão negociar direitos de transmissão de um jogo independentemente do visitante (Foto: Bravo 52 no Instagram)

Cedido à Conmebol para a disputa da Copa América, o Maracanã terá o gramado tratado pela entidade. Paralelamente a isso, Fluminense e Flamengo, gestores do estádio, seguram de reformar o estádio à espera do processo para a concessão.

Sem que a licitação saia do papel, a dupla não planeja fazer investimentos pesados na arena. O gramado é o principal foco.

Por outro lado, se forem vencedores do processo, Flu e Fla planejam uma invervenção mais definitiva no campo. A ideia é que hava uma troca completa do piso. O gramado híbrido (70% sintético e 30% natural) é visto como a solução para os problemas relacionados a qualidade.

A Casa Civil do Rio de Janeiro pretende lançar uma nova licitação do Maracanã até outubro.