Abel elege os top 5 dos bons e maus momentos no Flu

Abel elege os top 5 dos bons e maus momentos no Flu

Em seus dois anos de Fluminense, Abel Braga viveu momentos importantes, seja para o bem ou para o mal. O terceiro treinador que mais comandou o atual campeão brasileiro listou o top 5 das situações marcantes e difíceis no clube carioca. Confira:

Top 5: momentos marcantes

1) Palmeiras 2 x 3 Fluminense – 11/11/2012 – Campeonato Brasileiro
– Não preciso nem falar o porquê, né? Foi o jogo que garantiu o título – lembrou.

2) Fluminense 4 x 1 Botafogo – 06/05/2012 – Campeonato Carioca
– É claro que na hora nunca vamos falar, mas sabemos que é muito difícil reverter. Até acontece, e para evitar isso fomos muito concentrados para a segunda partida e vencemos de novo – frisou.

3) Boca Juniors 1 x 2 Fluminense – 07/03/2012 – Libertadores
– Aquele vitória foi fantástica. Eu já tinha perdido algumas vezes lá e foi um jogo que me marcou muito – recordou.

4) Avaí 0 x 1 Fluminense – 26/06/2011 – Campeonato Brasileiro
– Também foi um jogo muito importante. Era o início do trabalho e naquele mês a gente ainda não tinha ganho um jogo. Para piorar, o Rafael Moura foi expulso no primeiro tempo. Ali eu senti uma resposta dos jogadores que mexeu comigo – afirmou.

5) Fluminense 3 x 0 Criciúma – 02/06/2013 – Campeonato Brasileiro
Esse jogo também entra na minha lista porque foi muito importante. O grupo vinha de uma eliminação doída e deu a resposta em campo outra vez – reforçou.

 

Top 5: momentos difíceis
1) Olimpia 2 x 1 Fluminense – 29/05/2013 – Libertadores
– Essa eliminação para o Olimpia foi uma grande decepção. Qualquer um que assistir aos dois jogos sem saber o resultado vai achar que o Fluminense ganhou ambos e sem grandes dificuldades. A verdade é essa. Ficou um sentimento de frustração muito grande – opinou.

2) Fluminense 1 x 1 Boca Juniors – 23/05/2012 – Libertadores
Ano passado também teve um sabor amargo por ter sido no último lance do jogo contra o Boca Juniors. Também marcou negativamente – recordou.

3) Fluminense 1 x 2 Vasco – 02/12/2012 – Campeonato Brasileiro
Essa derrota no último jogo do Brasileirão do ano passado me incomodou. Tínhamos a chance de quebrar um recorde e ficou engasgado também. Apesar de que já ter conquistado o título ameniza a situação – disse.

4) Mudanças no elenco em 2012
– Foi um momento ruim, mas que se fazia necessário. Quando saíram o Souza, o Araújo… Eram jogadores que tinham uma relação muito legal com o grupo e isso sempre marca. É tão ruim quanto a hora em que você precisa fazer mudanças na equipe. No fundo eu fico satisfeito porque depois penso: “Ganhei o jogo, então fiz a coisa certa”. Mas eu me coloco sempre no lugar do jogador. Tem um lado melancólico, triste. Até o jogo acabar, você fica se perguntando se foi justo. Porque eu não cometo injustiça e nem sacanagem. Meus jogadores sabem disso – garantiu.

5) Fluminense 0 x 3 Grêmio – 20/02/2013 – Libertadores
– Aquela derrota foi horrorosa. Estávamos mandando no jogo. São as coisas do futebol… A bola parada, o gol contra do Bruno, o gol impedido do André Santos. Mesmo após o primeiro gol, eu tinha a convicção de que iríamos empatar e eles não fariam o segundo – ressaltou.