Foto: Reprodução

Ex-técnico do Fluminense, Abel Braga viveu um dos momentos mais difíceis de sua vida como treinador tricolor. Em 2017, perdeu um filho em um trágico acidente e lembrou, em entrevista, como o clube e os torcedores o acolheram e o ajudaram a passar por esse trauma.

– Nesse meio termo, 2017/18 eu perco um filho. O Abad, até agora não entendo como ele conseguiu. O Salão Nobre estava alugado, tinha uma festa ou recepção, não sei se era 15 anos ou casamento. Quando isso foi levantado entre eles, ele disse que não teria mais nada, que era para velar o corpo no clube. O futebol me deu essa coisa – disse ele, complementando:

– Na quarta-feira eu estava dirigindo o clube em Recife. Depois tem aquele minuto de silêncio e isso vai ser também eternizado. Ninguém nunca ouviu aquilo, você não escutava um ronco, uma respiração naquele Maracanã daquele tamanho. Ganhei esse título, tudo isso que eu passei o Fluminense me botou no colo, essa é a verdade. E agora faz essa homenagem – encerrou.