Abel Braga não acredita que se abrirá nova possibilidade fora do país na temporada (Foto: Marcelo Gonçalves - FFC)

Depois de deixar o Fluminense em abril, Abel Braga afirmou que não voltaria mais a ser treinador no Brasil. Só fora. No país, quer ser coordenador técnico e já teve até convite de um clube da Série A do Campeonato Brasileiro para atuar na nova função. Foi do Avaí.

O ex-treinador tricolor, porém, prefere esperar um pouco mais e curtir a aposentadoria. Uma proposta de fora do Brasil agora já considera pouco provável.

— Acho que não vem mais (convite para a Suíça). Pela data, o campeonato está parado, mas começam os treinamentos agora em julho. Não surgiu até agora e não vai surgir mais. Então estou fora, vou ficar parado. Tive convite para voltar aos Emirados (Árabes), mas falei que não queria. O clube que eu iria assumir na Suíça, antes eu morava na Suíça Italiana, esse é Suíça francesa. E eu amo falar francês. Tudo seria muito mais fácil. Eu já misturava o francês na Suíça italiana porque a maioria dos italianos fala francês pela proximidade de Milão, Marselha, Monaco. Falei que seria legal, mas não pintou. Praticamente está tudo definido. Já tive convite para isso que estou falando, ser um coordenador técnico. Foi do Avaí, o Barroca me ligou também, o vice-presidente que assumiu o clube tem quatro, cinco meses. Estão fazendo um trabalho excepcional. Mas falei “não, deixa eu curtir um pouco minha aposentadoria”. Aqui no Brasil é o que vai acontecer, mas quero só a partir de dezembro. Estou viajando muito, adorando e leve – relatou o Abelão.