A Lagardère será a nova administradora do Maracanã e uma das primeiras medidas será o investimento na cobertura do estádio. A empresa francesa, com quem já tem acordo com o Fluminense, prevê um gasto de R$ 9 milhões com a parte superior do “Maior do Mundo”, caso vença a concorrência pelo consórcio.

O valor milionário será empregado independentemente do que aponta o laudo feito sobre as condições atuais do equipamento. O montante a ser destinado pela empresa à cobertura do estádio faz parte dos R$ 590 milhões previstos no contrato para serem investidos no Complexo Maracanã.

Na disputa pela concessão do estádio, a Lagardère chegou a um acordo financeiro com o consórcio liderado pela Odebrecht. O valor gira em torno de R$ 70 milhões e foi acertado em reunião entre as partes ocorrida na última segunda-feira. Agora, o grupo francês aguarda apenas a oficialização do acordo por parte da concessionária junto ao Governo do Rio de Janeiro para assumir a administração do estádio.