Grêmio foi denunciado por confusão contra o Palmeiras (Foto: Divulgação - STJD)

Adversário do Fluminense no dia 11 de novembro, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Grêmio pode perder mando de campo ou ter de jogar sem público. Isso por conta da confusão ocorrida na partida passada, frente ao Palmeiras.

Por conta dos acontecimentos na derrota de 3 a 1 para o Palmeiras em casa, o Grêmio foi denunciado pela Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A pena em relação aos incidentes, além de multa, pode chegar a perda de até dez mandos. Como o jogo frente ao Fluminense já é na terça que vem, basta que pegue apenas um para perdê-lo.

Confira o que diz o artigo específico:

Art. 213. Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir:
I – desordens em sua praça de desporto;
II – invasão do campo ou local da disputa do evento desportivo;
III – lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo.

PENA: multa, de R$ 100 a R$ 100 mil

Parágrafo 1º Quando a desordem, invasão ou lançamento de objeto for de elevada gravidade ou causar prejuízo ao andamento do evento desportivo, a entidade de prática poderá ser punida com a perda do mando de campo de uma a dez partidas, provas ou equivalentes, quando participante da competição oficial.

Caso não haja o julgamento antes da partida contra o Fluminense em virtude do curto prazo, o Grêmio pode ficar sem público, pois a Procuradoria pediu uma liminar para impedir que o estádio do clube gaúcho receba torcedores até lá. Confira!

Do pedido de liminar:

Para a Procuradoria o Grêmio jogar com torcida única em seu estádio não se mostra eficaz para a contenção das cenas de violência como as presenciadas neste domingo. Com base no artigo 119 do CBJD, a denúncia pede ainda a concessão de liminar para que as partidas do Grêmio como mandantes ocorram com portões fechados e nos jogos como visitante o Grêmio não tenha direito a carga de 10% dos ingressos até o julgamento do processo no STJD do Futebol.