Advogado do Flu entende que Luxemburgo poderia ir ao vestiário

Advogado do Flu entende que Luxemburgo poderia ir ao vestiário

 

Luxemburgo corre risco de ser denunciado novamente (Foto: Photocamera)
Luxemburgo corre risco de ser denunciado novamente (Foto: Photocamera)

Procurador geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Paulo Schmitt afirmou que, caso Vanderlei Luxemburgo tenha ido ao vestiário no intervalo de Vasco e Fluminense, quarta, na Ressacada, o técnico pode ser denunciado novamente. Mas, na visão do advogado tricolor, Mário Bittencourt, o técnico tinha o direito de estar lá.

Mário explicou o tipo de suspensão aplicado ao treinador e porque, em sua ótica, ele poderia ir ao vestiário.

– Não tenho informação se ele de fato entrou no vestiário, mas mesmo que tenha entrado, ele pode fazer isso, pois a suspensão foi por jogos, não por dias. Ele só estaria privado dessa condição se fosse punição por prazo. É o exemplo do Rodrigo Caetano, que, como pegou 15 dias, está proibido de ir a lugares reservados. Por fim, é preciso avaliar se o vestiário é considerado um local reservado, pois pelo entendimento do ilustre procurador, um treinador suspenso por prazo não poderia sequer escalar seu time, o que é um contrassenso – contou.


Sem comentários