(Foto: Lucas Merçon/FFC)

Após seis anos, o Fluminense conheceu a derrota numa estreia de Campeonato Brasileiro. E aconteceu da forma mais dolorosa possível, no fim. O gol do Corinthians saiu aos 40 minutos do segundo tempo, algo que tem sido uma tônica no Tricolor neste ano. Mas o que deu certo e o que não deu na partida do fim de semana? Os sites Lancenet e Globoesporte.com analisaram.

Para o portal do Grupo Lance, a postura da equipe carioca no segundo tempo modificou o desenho do jogo. Imprimindo velocidade, o Fluminense logo empatou, em uma jogada de lateral na área, com passe de Pedro e belo chute de Richard. A equipe de Abel se manteve melhor até o final do jogo, criando boas oportunidades. Destaque para Ayrton Lucas, que dá força e  profundidade ao lado esquerdo. Sornoza apareceu, tendo dois chutes salvos por Cássio. Em compensação, Jadson foi muito tímido dentro de Itaquera.

Na visão do GE, o Flu, melhor na etapa final, perdeu poder ofensivo quando Abel Braga trocou Pedro por João Carlos. Além disso, cita as falhas de marcação como fundamentais para os gols corintianos. No primeiro deles, Frazan permitiu que Romero cruzasse duas vezes. Rodriguinho surgiu entre Gum e Richard para marcar de cabeça. No segundo, Renato Chaves não acompanhou Emerson Sheik, que serviu Rodriguinho. Frazan fez o movimento errado, ao marcar a bola e deixar o adversário livre.