Angel Romero está sem clube (Foto: Reprodução do Instagram)

Apesar da eliminação na Copa Libertadores da América e de estar vivendo momento complicado na Copa do Brasil, o Fluminense permanece de olho no mercado. Buscado reforçar o elenco para, ao menos, beliscar uma classificação à Libertadores do ano que vem, um nome no setor de ataque agradou à diretoria.

O NETFLU apurou que o atacante paraguaio Ángel Romero, de 29 anos, foi oferecido e teve uma reação positiva da cúpula tricolor. Entretanto, a pedida salarial acima do que ganha Abel Hernández e, principalmente, a obrigatoriedade de também fechar com o irmão do atleta, Óscar Romero, caso fizesse negócio com o paraguaio, esfriaram o interesse do Fluminense.

Atualmente sem clube, como o irmão, Ángel viria sem custos. Os cartolas das Laranjeiras teriam a missão apenas de bancar os salários. O jogador teve certo destaque no Corinthians, onde atuou 222 vezes e se tornou o estrangeiro com o maior número de partidas pelos paulistas.

O salário dos dois, ao todo, ultrapassaria a faixa de R$ 1 milhão por mês. Internamente, ambos os atletas foram elogiados, mas entendeu-se que o negócio seria ruim para a busca da autossuficiência do clube.

Curiosamente, Óscar Romero foi sonho de consumo do Fluminense cinco anos atrás. Em 2016, a diretoria na ocasião fez um grande esforço para contratar o atleta, então do Racing (ARG). Mas os argentinos bateram o pé e acabaram negociando o paraguaio com o futebol chinês.