Nenê ficou no banco no último jogo, mas na maioria de suas partidas pelo Fluminense foi titular (Foto: Lucas Merçon - FFC)

Desde sua chegada ao Fluminense, Nenê foi titular na maior parte do tempo. Ficou na reserva no clássico diante do Flamengo e tende a seguir nesta quarta, frente ao Ceará. Volta e meia, é alvo de críticas da torcida. Em entrevista ao NETFLU, seu empresário, Gilvan Costa, comentou a situação.

Na visão do agente, por ser experiente, o meia acaba carregando muito a responsabilidade quando os resultados não aparecem. Além disso, tem a disputa com Ganso por lugar no meio de campo.

— Quando acerta é o time, quando dá errado a culpa é do Nenê. É normal. Às vezes ele joga no lugar do Ganso, muitos acham que ele tira o espaço do jogador. Se ele tivesse vindo da Europa, talvez o vissem de outra maneira. Mas ele passou pelo Vasco antes. Se o Flu for campeão da Libertadores com ele, talvez mude essa página. Como profissional, ele trabalha, treina, se cuida, não tem problema extracampo. Ele está sempre querendo vencer, fica chateado quando o time não ganha. Não é fácil encontrar jogador assim. Acaba sobrando sempre para o mais experiente quando o time vai mal. E ele divide essa responsabilidade com o Fred no elenco atual – opinou.