Diretoria tricolor descartou pagar parte dos salários para Ganso jogar no Santos (Foto: Mailson Santana - FFC)

Desejado pelo técnico Fernando Diniz, com que viveu seu melhor momento no Fluminense, o meia Paulo Henrique Ganso dificilmente irá para o Santos. Apesar de todo esforço do jogador e do estafe, o Fluminense manteve a postura do início da negociação, conforme apuração do NETFLU, sem aceitar bancar parte dos salários.

No Fluminense, o jogador sente que vem sendo pouco utilizado. Foi titular contra o Bragantino, há dois domingos, mas em virtude do titular Nenê ter sido poupado e iniciado no banco e Cazares, primeira opção na reserva, estar liberado para uma folga com a família no Equador após atuar pelas Eliminatórias.

O atleta foi contratado ainda na gestão Pedro Abad para ser a estrela do Fluminense no último ano da gestão do ex-presidente do clube. Sem constância, nunca foi uma unanimidade entre os tricolores.