Após agressão, Diguinho confessa que pensou em deixar o Flu

Após agressão, Diguinho confessa que pensou em deixar o Flu

Foto: Photocamera
Foto: Photocamera

Em 2009, Diguinho foi agredido por um integrante de torcida organizada do Fluminense nas Laranjeiras. O volante conta que pensou em deixar o clube logo após o episódio e tinha ofertas oficiais para vestir a camisa de outros clubes.

– Naquele momento, sim. Foi um momento difícil, estava voltando de uma doença grave, tive tuberculose. Fiquei três meses sem jogar, três meses em tratamento. A torcida não quer saber disso, do que acontece na sua vida. Você tem que estar bem para jogar. No momento pensei em sair, tive propostas na época. Fiquei com medo do que poderia acontecer. Mas da mesma maneira que pensei nisso parei e pensei que não poderia desistir. Não tinha feito nada, era um começo de ano, muita coisa para acontecer. Sempre fui um cara que gosta de provar para si que pode mais, que pode buscar as coisas. Tudo que tenho é por empenho e trabalho. Valeu a pena. Depois daquilo tive aval da diretoria, disseram que confiavam em mim. E assim consegui voltar aos treinos, entrar em forma, jogar no fim do ano. Conseguimos nos salvar do rebaixamento, da maneira que foi. Foi uma vitória – revelou Diguinho.


Sem comentários