Foto: Arquivo pessoal

O atacante Willian Bigode, um dos contratados do Fluminense para a próxima temporada, viveu um drama familiar no ano passado. Ele e sua esposa tiveram a perda de um filho, ainda na barriga, no sétimo mês de gestação. Em entrevista coletiva, o jogador comentou sobre sua relação com a família, como seus filhos estão lidando com a mudança para o Rio e reafirmou o desejo de ter um novo bebê.

Willian é pai de duas meninas, Fillippa, de 9 anos, e Mariah, de 7 anos. Ele ainda adotou Daniel, atualmente com 12, quando o garoto tinha apenas cinco anos. Daniel é portador de Síndrome de down.

– Nós sabemos que no futebol, quando você tem a oportunidade de ir para outro clube, ou um clube tem o interesse em te levar para ele, eu creio que não é só o que você produz dentro de campo. Os dirigentes fazem toda uma análise dentro do seu comportamento, qual a sua influência, qual o seu posicionamento quando está jogando ou não. Com o tempo, você vai adquirindo essa experiência. Hoje eu sei que não sou só um atleta de futebol. Ainda temos muito para agregar. Meu objetivo aqui não é à toa. Deus tem um propósito para minha vida aqui dentro – disse ele, complementando:


– Acredito que fiz a escolha certa junto com minha família, junto com a família do Fluzão. Sempre brincando que o papai vai atuar agora pelo Fluzão. Sempre tendo essa intimidade, para irem familiarizando com o clube. É uma mudança para eles também. Mas estão muito felizes. Estou muito motivado, tenho certeza que minha família vai ser muito feliz aqui. Tenho, sim, o desejo de ter mais um filho. Quem sabe ele vai nascer carioca, né? – afirmou.