(Foto: Mailson Santana - FFC)

Em virtude de ter tido diversos jogos adiados por conta das contaminações por Covid-19, o Fluminense iniciará neste domingo uma maratona pela Superliga feminina de vôlei. Serão quatro partidas em dez dias.

O primeiro compromisso será às 19h30, nas Laranjeiras, pela sétima rodada da competição. Depois o Flu encara o Curitiba Vôlei, na próxima terça-feira (05/01), Sesc RJ Flamengo, na sexta (08/01), e o vice-líder Osasco São Cristóvão Saúde, no dia 12/01.

— É uma situação muito ruim. Além de treinador, temos que ser mágicos. Para enfrentar o Brasília, recebemos atletas que tiverem Covid no penúltimo dia de treino para o jogo. Contra o Curitiba, não treinaremos na véspera porque passaremos o dia viajando. O treino será assistir aos vídeos do adversário. Apesar de todas as dificuldades, o time tem crescido, está muito unido e motivado. Espero que façamos uma boa semana de jogos para conquistarmos nosso objetivo – comentou o técnico Hylmer Dias, que também volta após ter sido contaminado pelo novo coronavírus.

A equipe tricolor vem de duas vitórias e ocupa o nono lugar na competição.