Após protestos, deputados inviabilizam R$43 milhões para a Copa

Após protestos, deputados inviabilizam R$43 milhões para a Copa

Pouco a pouco, a onda de protestos pelo Brasil, pedindo melhorias, sobretudo nos serviços públicos e na transparência de políticos, vem fazendo efeito. Um exemplo disto é que os recursos públicos alocados para as ações das Copas das Confederação e de 2014 foram inviabilizados. De acordo com o portal O Globo, na votação da medida provisória (MP) 611 nesta terça-feira, os deputados retiraram o trecho que destinava R$ 43 milhões para viabilizar serviços de telecomunicações, como uma rede de transmissão de vídeo e dados, na Copa do Mundo de 2014.

— Estamos dizendo um não para essa festança com o dinheiro público. Na última sexta-feira a presidente da República foi à televisão, em cadeia nacional, para afirmar que não havia dinheiro público na Copa do Mundo e na Copa das Confederações. Aqui, nessa medida provisória, que coloca R$ 43 milhões do dinheiro dos brasileiros na Fifa, está o desmentido — disse o líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR).