Atacante fala do sonho em voltar para o Flu. Confira a entrevista

Atacante fala do sonho em voltar para o Flu. Confira a entrevista

bv2Novo reforço do São Caetano, Bruno Veiga, revelado em Xerém, não esconde que seu maior desejo profissional é ser aproveitado no Fluminense. Foram apenas dois jogos com a camisa tricolor e a frustração por não ter chances na equipe de cima. Confira um trecho da entrevista ao site Globoesporte.com:

Você ainda sonha em voltar a jogar pelo Fluminense?
Sempre fica a expectativa de voltar para o Fluminense. Sai do clube em 2010, com outra gestão. Era o Horcades na época. Só que, infelizmente, voltar para o Fluminense não depende só de mim. Depende do clube principalmente. Então, enquanto não houver contato do clube, eu vou continuar trabalhando forte onde me quiserem. O São Caetano me quis, portanto, eu vou me empenhar ao máximo para defender as cores do clube.

Mas você se sente preparado para voltar ao Tricolor Carioca?
Eu me sinto preparado para voltar ao Fluminense. Não sou mais menino, apesar da idade sou bem rodado. Como disse, se o Flu precisar, eu me sinto pronto para voltar ao Flu e ajudar a equipe.

Em sua opinião, o Fluminense valoriza os jogadores da base?
Já joguei no Náutico, no Joinville, no Duque e, agora, vou jogar pelo Azulão. Eu acho que o Flu até está valorizando a base. O meu problema é que, quando subi, eu não tive essa valorização na época. Mas acredito que se o Flu achasse que eu poderia ajudar o clube, eles já teriam me chamado de volta. Só que eu não estou mais preocupado com o Flu. Estou preocupado com o São Caetano, que é o time que está me deixando trabalhar. Eu fico triste, porque eu tenho o sonho de jogar pelo Fluminense. Mas se não for possível, o clube que me der oportunidade, eu vou fazer o meu melhor, sem dúvidas.

Apesar de tudo, você mantém boa relação com o Fluminense?
Eu tenho uma boa relação com o Fluminense atualmente, mantenho contato com o clube. O Marcelo Teixeira (gerente de futebol) é um cara 100%, só tenho coisas boas para falar dele. Ele sempre procura me ajudar. Então, posso dizer que tenho mantido uma boa relação com o Flu.

Neste momento que o Fluminense tem Samuel e Biro Biro aparecendo com frequência na equipe titular, você não sente que você deveria ter tido a oportunidade primeiro?
Por um lado sim, mas também por outro não. Eles estão trabalhando também, correndo atrás do sonho deles. Eu vejo como uma questão de oportunidade. Eles tiveram, eu não. Eu não vejo que deveria estar na frente. Todo mundo tem um objetivo. Eu quero só ser valorizado. Eles (Fluminense) que tem que decidir qual a ordem das oportunidades.

E por conta deste momento que o Fluminense vive atualmente. Nesta nova realidade de não contratar de jogadores caros, você considera que este seria o momento ideal para você?
Não existe momento certo. A reivindicação que eu não tive oportunidade. Joguei apenas dois jogos na equipe profissional do Fluminense. Depois, não tive mais e fui emprestado.

O Fluminense procurou você para renovar vínculo?
Meu contrato acaba em dezembro de 2014. Já houve conversas para renovar, mas ainda sigo conversando.


Sem comentários