Atuações NETFLU – Goiás 1 x 2 Fluminense

Atuações NETFLU – Goiás 1 x 2 Fluminense

09_ZOOMCAVALIERI – NOTA 8,0

– Praticando, no mínimo, três grandes defesa, o arqueiro mais uma vez provou porque é considerado um dos melhores do Brasil em sua posição.

BRUNO – NOTA 5,0

– Primeira etapa bastante burocrática, mas fechando bem os espaços pelo lado direito, quando o Goiás avançava pelo seu setor. Foi substituído na segunda etapa, provavelmente, porque já tinha cartão amarelo.

(IGOR JULIÃO) – NOTA 5,5

– Bem mais ousado do que Bruno, entrou e arriscou mais lances de linha de fundo, embora não tenha feito nenhuma jogada mais decisiva.

GUM – NOTA 6,0

– Atuação ao seu estilo: feijão com arroz. Ganhou praticamente todas as bolas áreas na defesa do Time de Guerreiros.

LEANDRO EUZÉBIO – NOTA 5,5

– Azucrinado por Walter, parecia que a qualquer momento perderia a paciência com o jogador, Entretanto, conseguiu manter o foco mínimo que se espera de um zagueiro e não comprometei.

CARLINHOS – NOTA 6,0

– Boa atuação, participando bem dos poucos, porém perigosos lances ofensivos pela setor esquerdo. Se tivesse um pé direito mais calibrado, poderia até ter deixado o seu golzinho.

EDINHO – NOTA 6,0

– Mais uma atuação para agradar o treinador. O volante distribuiu passes, fechou os espaços, e manteve a força defensiva do Tricolor. Seu maior pecado continua sendo a velocidade.

DIGUINHO – NOTA 5,5

– Precisa entender que, embora possua técnica, não é jogador para conduzir a bola por mais de cinco metros. Outra mania são as faltas desnecessárias que comete. Apesar disto, fez uma partida dentro das expectativas.

(EDUARDO) – NOTA 6,5

– Entrou muito bem, dando mais opções de passe no meio, pedindo bola e participando das jogadas ofensivas. Se fosse um pouco mais centrado, teria decidido o jogo sozinho.

JEAN – NOTA 7,0

– Imprescindível ao Time de Guerreiros. Embora seja volante, atua chega sempre muito bem ao ataque. Tanto que marcou um dos gols do Time de Guerreiros.

BIRO BIRO – NOTA 6,5

– Pode não ter uma técnica apurada, mas é intenso, habilidoso e arisco. Se fez um primeiro tempo apagado, na etapa complementar deu passe para o gol da virada do Tricolor.

RHAYNER – NOTA 5,0

– Futebol não é atletismo. Às vezes, é preciso pôr a cabeça pra pensar e não jogar apenas na base da vontade. Apesar disto, compensa, justamente, pela forma como se dedica aos lances.

(FELIPE)  – NOTA 6,5

– Modificou o Tricolor, dando mais qualidade ao passe na segunda metade da etapa complementar. Tanto que o gol da virada se originou após bela bola do meia para Biro Biro.

RAFAEL SOBIS – NOTA 7,0

– Decisivo. Desde que voltou a atuar em sua posição de origem, o atacante vem se destacando pelos lances agudos e gols importantes. Nesta noite fez mais um, dando a vitória do Tricolor das Laranjeiras.

VANDERLEI LUXEMBURGO – NOTA 6,0

–  Apostando nos laterais e pontas, escalou mal a equipe, sem armadores, mas corrigiu no intervalo da partida. Diferentemente de Abel, parece não ter medo de elaborar táticas diferentes, seja para o bem ou para o mal.

 


Sem comentários