Atuações NETFLU – Vasco 1 x 0 Fluminense

Atuações NETFLU – Vasco 1 x 0 Fluminense

10179525275_32f7722d61_zKLEVER – NOTA: 7,0

– Muito ágil. Sempre que necessário, fazia boas intervenções. No primeiro tempo, praticou linda defesa, tirando uma bomba, com a ponta dos dedos, que tinha endereço certo na gaveta.

BRUNO – NOTA: 5,5

– Arriscou alguns avanços pela ponta direita, mas não conseguia fazer um cruzamento decente. Melhorou na etapa final, jogando mais na base da vontade do que na técnica.

GUM – NOTA: 4,5

– Parecia que procurava pela expulsão, discutindo com a arbitragem quando tinha amarelo. Foi atormentado, também, pelo desconhecido ataque do Vasco da Gama.

LEANDRO EUZÉBIO – NOTA: 4,5

– Cometia os mesmos erros do companheiro de zaga, chegando atrasado nas jogadas. Poderia ter

IGOR JULIÃO – NOTA: 4,0

– Perdido na ala esquerda. Não conseguia nem marcar e nem chegar bem ao ataque.

(FELIPE) – NOTA: 5,5

– Deixou a equipe com um toque de qualidade na etapa final. Faltou caprichar no última passe.

EDINHO – NOTA: 3,0

– Falhou clamorosamente no gol do Vasco. Se vinham se destacando em partidas anteriores, no clássico, ficou mais parecido com o Edinho que a torcida tanto critica: lento e de pouco combate.

JEAN – NOTA: 5,5

– Uma andorinha só não faz verão. Correu, marcou, tentou no ataque, mas não era o dia.

WÁGNER – NOTA: 5,0

– Apagado, porém quase deixou o dele num tirambaço na etapa complementar. Faltou chamar mais o jogo pra si.

RHAYNER – NOTA: 4,0

– Futebol não é atletismo. Não adianta correr com a bola nos pés se a cabeça está nas nuvens. Precisa pensar mais no jogo, porque, nem sempre, a dedicação compensa a falta de técnica.

(DIGUINHO) – NOTA: 5,5

– Entrou para que os alas pudessem subir mais. Não comprometeu dentro do que se espera dele.

BIRO-BIRO – NOTA: 4,5

– Atuação muito abaixo do que pode produzir. Faltou criar mais espaços.

(SAMUEL) – NOTA: 5,0

– Entrou com uma vontade absurda, mas, de efetivo, não fez muita coisa. Pilhado, deu o sangue, mas faltou o faro de gol e noção de espaço. Ficou marcado por uma tentativa malsucedida de lambreta num defensor do Vasco da Gama.

RAFAEL SOBIS – NOTA: 5,5

– A bola chegou pouco, apesar da grande movimentação. Tem seu talento desperdiçado, como aconteceu na quarta-feira, quando atua pela ponta.

VANDERLEI LUXEMBURGO – NOTA: 3,0

– Correu um risco absurdo no intervalo. Após dar uma bronca em seus comandados, tirou três atletas, tentando modificar a postura do time. Por sorte, ninguém se machucou, porém, o gol não saiu.


Sem comentários