Atuações NETFLU – Vitória 1 x 1 Fluminense

Atuações NETFLU – Vitória 1 x 1 Fluminense

Fred esteve apagado no primeiro tempo, mas foi fundamental no segundo (Foto: Photocamera)
Fred esteve apagado no primeiro tempo, mas foi fundamental no segundo (Foto: Photocamera)

Diego Cavalieri – Nota: 6

Sem chance no gol do Vitória. De resto, fez apenas uma boa defesa no primeiro tempo.

Igor Julião – Nota: 4,5

Começou muito mal na partida. Melhorou um pouco no segundo tempo, quando atacou mais.

Gum – Nota: 4

Deu espaços atrás e andou se enrolando em alguns lances com a bola no pé.

(Diguinho, 20 do 2ºT) – Nota: 5,5

Cumpriu corretamente seu papel na marcação. Não comprometeu e ainda saiu com certa qualidade.

Leandro Euzébio – Nota: 3,5

Errou muitos passes e deu vários sustos no primeiro tempo. Marcou mal no gol do Vitória. Depois, acalmou-se e melhorou.

Carlinhos – Nota: 5,5

Foi opção constante de apoio pelo lado esquerdo. Não se omitiu em nenhum momento.

Edinho – Nota: 5

Teve muito trabalho no começo da partida. Foi esforçado.

Jean – Nota: 4

Procurou o apoio sempre, mas errou em demasia nas jogadas do meio de campo para a frente. Perdeu chance clara de gol no segundo tempo.

Felipe – Nota: 4

Errou no lance que originou o gol do Vitória. Por outro lado, foi o único do meio de campo tricolor a tentar produzir algo de diferente.

(Eduardo, 20 do 2ºT) – Nota: 5

Tentou organizar o meio de campo desde que entrou. Teve dificuldades com o ferrolho armado pelo Vitória no segundo tempo,

Wágner – Nota: 3

Burocrático, não criou qualquer chance de perigo para o Fluminense e ainda matou o melhor contra-ataque da equipe no primeiro tempo ao chutar para fora com opções de passe mais bem colocadas.

(Kenedy, 7 do 2ºT) – Nota: 4,5

Esforçado e afobado. Buscou muito as jogadas, mas pegou pelo excesso de individualismo.

Rafael Sobis – Nota: 5

Tentou sair muito da área e buscar o jogo. Não conseguiu levar muito perigo.

Fred – Nota: 6,5

De figura apagadíssima no primeiro tempo, virou personagem do empate. Fez o gol, botou uma bola na trave e deixou companheiros na cara do goleiro adversário.

Vanderlei Luxemburgo – Nota: 6,5

Escalou o que tinha de melhor e, com o time perdendo, não se omitiu de mandar a equipe para a frente.