Foto: Cesar Greco/Divulgação/Palmeiras

O Fluminense busca alguns reforços pontuais para qualificar o seu time para a temporada de 2021 e, principalmente, para a disputa da Taça Libertadores da América. Nomes como o atacante Willian Bigode, do Palmeiras, e o meia Jean Pyerre, do Grêmio, são alvo do Time de Guerreiros, mas o Tricolor precisa aguardar a definição dos atletas com seus clubes para saber se terá chance de contar com ambos.

O que preocupa os torcedores tricolores, e isso é visível nas redes sociais, é a ausência de um “plano B” para essas posições. Caso os jogadores resolvam ficar onde estão e não venham para o Tricolor, o clube verde, branco e grená não tem uma segunda opção na mira. A menos que haja algum nome guardado a sete chaves pela diretoria, mas que ainda não tenha sido “vazado” pela imprensa.

No caso da posição de ataque, Roger Machado deseja um atleta que possa atuar “com e sem Fred”, ao lado do atacante ou na ausência dele. Se não for Willian Bigode, a tendência é que o Flu busque outro nome com essas características. Já no meio, a posição não é considerada prioritária e Jean Pyerre é visto como uma boa oportunidade de mercado. Caso não dê certo, existe a chance do Flu não contratar ninguém para o setor.

Outra posição pedida por Roger é um zagueiro “construtor”, como Nino. David Duarte, do Goiás, é o nome preferido, mas o Esmeraldino faz jogo duro para liberar o atleta e deseja “dinheiro na mão”. O Flu chegou a oferecer uma lista de atletas para uma possível troca, mas que não encheu os olhos da diretoria do clube goiano.