(Imagem: Mailson Santana/Fluminense FC)

Assistente técnico do Fluminense, James Freitas é um parcerio de Roger Machado de longa data, os dois já trabalharam no Grêmio e o próprio treinador pediu ao clube a contratação do auxiliar.

Em entrevista ao portal “Globo Esporte”, James tentou desvendar um dos maiores dilemas do Flu na temporada, a escassez de gols no primeiro tempo e a frequência de gols na etapa final. O assistente diz que esse caso acontece no mundo todo por conta do desempenho físico das equipes.

– Acho que vai de encontro a uma estatística mundial, que as equipes começam a cair de rendimento. As defesas que no primeiro tempo foram mais sólidas, por estarem desempenhando melhor até fisicamente, acabam sucumbindo um pouquinho mais na reta final. E os gols saem com mais frequência no segundo tempo.

Na temporada 2021, o Fluminense marcou 43 gols no 2º tempo e apenas 8 na etapa inicial.