(Foto: Lucas Uebel - Grêmio)

Adversário do Fluminense caso o Tricolor dispute a segunda fase da Libertadores (Pré-Liberta), o Ayacucho (PER) tem duas opções para mandar o seu jogo: em Lima, na capital do Peru, ou fora do país, informa o site Depor. Segundo a publicação, a possibilidade de atuar em Cusco foi descartada.

De acordo com Victor Villavicencio, gerente geral da Liga peruana, as normas estabelecidas pela Conmebol em função da pandemia só permitem que a partida seja na capital, em Lima. Mas, por conta das restrições de voos vindos do Brasil em função da pandemia, talvez os peruanos nem possam atuar em seu país e tenham que arrumar outro local.

– Os alinhamentos que a Conmebol estabelece em relação ao que se pode cumprir de medidas sanitárias para os torneios internacionais será confirmado nos próximos dias. Ele indica que as partidas só podem ser disputadas na cidade de Lima. Mas há ainda uma restrição de voos provenientes do Brasil. Se for assim, é provável que o Ayacucho tenha que atuar até fora do país – explicou ele.

A definição do adversário dos peruanos está entre Grêmio e Fluminense. Caso os gaúchos vençam a Copa do Brasil, o adversário será o Flu. Caso o Palmeiras seja campeão, o Tricolor gaúcho é quem os enfrenta.