Mais um grupo importante se manifestou sobre o ocorrido na madrugada desta terça-feira com a delegação da Chapecoense e jornalistas que acompanhavam o clube. O Base Tricolor, que apoiou a chapa “O Fluminense me domina”, de Mário Bittencourt, nas últimas eleições, lançou um texto destacando, sobretudo, a importância da solidariedade neste momento.

Confira a íntegra do post “Na solidariedade, a cor da nossa bandeira é a branca”:

“O futebol é algo muito mais sublime, muito maior do que qualquer definição ou conceito que já lhe tenham dado.

Quantas vezes, na arquibancada, vibramos ou desabafamos com ilustres desconhecidos, como se há anos fôssemos os melhores amigos? O futebol é mágico, pois cria relações sólidas e confiáveis em fração de segundo, ainda que, terminado o jogo, tudo fique ali mesmo, na arquibancada. Há magia. E, acima de tudo, no futebol, há solidariedade.

O futebol é uma fé, uma devoção a tudo que é considerado sagrado. É um culto que aproxima o homem das entidades a quem são atribuídas poderes sobrenaturais. É uma crença em que as pessoas buscam a satisfação nas inteligências e pernas de jovens jogadores.

No futebol, assim como na religião, busca-se afastar o sofrimento e alcançar a felicidade.

Acordamos, hoje, com uma tragédia sem tamanho, onde a dor tocou (e tomou) o coração de cada um de nós. Neste instante, aflora a solidariedade, na qual as cores distintas de cada bandeira dão lugar a uma só: a BRANCA.

Mesmo sabendo que um dia o ciclo da vida material se encerra, nenhum de nós se mostra preparado para perder alguém…

A Chape perdeu muitos, quase todos, no exato momento da maturidade. Da sua mais elevada alegria surgiu a tragédia, roubando-lhe o sorriso, trocado por lágrimas. Do nosso rosto escaparam algumas.

À ela – Chape – pouco há a oferecer senão o nosso silêncio, solidariedade e o sentimento de paz. Uma paz dura de ser encontrada e dificílima de ser conquistada. Podemos ainda tentar, através de nosso apoio irrestrito, contribuir para a retomada de sua história, que em grande parte, nesta madrugada, foi deixada em terras colombianas.

No entanto, o FUTEBOL e nós do Grupo Base Tricolor – unidos em uma só prece – queremos sim oferecer aos parentes, aos Amigos, à Chape, nossos SOLIDÁRIOS corações, onde todas as rosas nascem sem espinhos e o som traz a mansuetude das ondas tocando a areia da praia.

Que todos estejamos em PAZ!”