Um dos possíveis candidatos ao posto de presidente do Fluminense nas próximas eleições, Mario Bittencourt utilizou sua conta no Instagram para analisar o Fla-Flu desta quarta-feira, pela semifinal da Taça Rio. Segundo o advogado, o Tricolor não jogou bem, mas a atuação pavorosa do árbitro Marcelo de Lima Henrique, que tumultuou a partida desde o primeiro minuto de jogo, chamou mais a atenção. Confira:

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 


O Fluminense ontem não jogou bem e não mereceu melhor sorte diante dos erros infantis que cometeu. Foram muitos. Apesar disso, não podemos esquecer a caótica e sempre tendenciosa atuação do “soprador de apito” Marcelo de Lima Henrique. Pra variar ele tumultuou o jogo, descontrolou jogadores e mostrou toda a sua “intenção”. Reparem que no lance do gol anulado ele não titubeou em invalidar para depois chamar o VAR. “Curiosamente” anulou no campo por impedimento e confirmou a anulação por suposta falta de Matheus Ferraz. No pênalti a nosso favor, ao contrário do primeiro lance, Marcelo de Lima Henrique não marcou a penalidade em Everaldo no campo, solicitando o VAR somente após a contundente reclamação de nossos atletas. Em síntese: para anular o nosso gol, avaliou e decidiu rápido dentro do campo, mas para dar nosso pênalti não se “atreveu” a cravar a marcação no campo antes de ver o VAR. Resumo da ópera: se não tivesse o VAR, como nos velhos tempos, teríamos perdido por 2 x 0 para o rival, já que anularia o nosso gol e não daria o pênalti pra nós!!! Mais uma vez o “coração” dele falou mais alto (lembram da foto dele usando a camisa?) mas ao menos no lance do pênalti, foi desbancado pelo VAR. São anos e anos sem o Fluminense vencer um clássico com este senhor no apito. Hoje pela manhã, na Sportv, o jornalista Carlos Cereto apresentou o currículo demostrando vários erros sempre a favor do Flamengo, especialmente em jogos decisivos. O retrospecto negativo é assustador contra o Fluminense. Azar? Coincidência? Falta de qualidade técnica? Tirem suas conclusões.

Uma publicação compartilhada por Mario Bittencourt (@mbittenfluoficial) em