Caso Michael: Luxa questiona membro da Agência Mundial Antidoping

Caso Michael: Luxa questiona membro da Agência Mundial Antidoping

luxemburgoO jovem atacante do Fluminense, Michael, não goza apenas da proteção da cúpula do Time de Guerreiros e dos atletas do elenco tricolor. Para o técnico Vanderlei Luxemburgo, punir um atleta que tenha se envolvido com cocaína com suspensão de suas atividades não é a melhor alternativa para recuperação, devido ao caráter viciante da droga. O treinador revelou, inclusive, que já tentou questionar esse tipo de sentença com os órgãos competentes.

– Já discuti muito isso com o De Rose (Eduardo, brasileiro membro da Agência Mundial Antidoping  – WADA, em inglês). Perguntei o que ele faria se fosse o filho dele, e ele ficou sem resposta. A cocaína é um mal da sociedade mundial, não do futebol. Qualquer cidadão do mundo continua trabalhando em um caso como esse. A punição dessa maneira é injusta. É preciso punir quem quer tirar vantagem do uso da substância, e não que tem uma doença – reforçou.


Sem comentários