(Foto: Divulgação)

Começa nesta quarta-feira (23) o Brasileirão Sub-20 desta temporada. Uma das nove competições que conta com financiamento do Fundo de Legado da Copa do Mundo da FIFA 2014™, a disputa vai para sua sexta edição. O formato segue o de 2019: todos os 20 clubes se enfrentam na primeira fase, com 19 rodadas, e os oito melhores classificados na tabela passam para as quartas de final. Daí em diante é mata mata, com jogos de ida e volta, até a definição do campeão. O Fluminense, claro, é um dos clubes beneficiados nesse contexto.

Além do Brasileirão Sub-20, também contam com financiamento do Fundo de Legado da Copa do Mundo da FIFA 2014 o Brasileirão Feminino A1, A2 e Sub-18, o Brasileirão Masculino Sub-17, as Copas do Brasil Masculinas Sub-17 e Sub-20, além das Supercopas Masculinas Sub-17 e Sub-20. Destas, apenas a primeira divisão feminina está em andamento, tendo retornado em agosto após a paralização por conta da pandemia do coronavírus. O Brasileirão Sub-17 e o Feminino A2, que chegaram a iniciar ainda em março, recomeçam em outubro. Todos estes torneios foram mantidos e serão disputados até fevereiro de 2021.

Outro projeto financiado pelo Fundo de Legado Copa do Mundo FIFA 2014, o Gol do Brasil não parou suas atividades durante a pandemia. Ação social da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) voltada para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos em situação de vulnerabilidade, o Gol do Brasil se adaptou ao cenário e encontrou maneiras de se manter em contato virtual com os integrantes do projeto. Uma das medidas foi usar o Conselho de Craques da CBF. Foram enviados vídeos com falas de Juninho Paulista, Cafu, Pretinha, Michael Jackson e Careca. Antes, ainda no primeiro semestre, formalizou acordo com a UNESCO para avaliação dos impactos regionais do Gol do Brasil, além de inaugurar a Unidade Recife.

FIFA e CBF seguem em contato constante para a execução dos projetos relacionados a esta parceria. Em dezembro está prevista uma reunião entre as equipes responsáveis pelo Fundo de Legado das duas entidades. Serão abordados temas relacionados às competições e também o Gol do Brasil, além de um balanço do andamento dos Centros de Desenvolvimento. Na reunião realizada em julho foi apresentado o projeto executivo das construções. Elas vão contar com 20 mil metros quadrados de área, campo com dimensões oficiais, prédio administrativo, estacionamento e vestiários.

O grupo de trabalho que se formou em torno do Fundo de Legado da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 conta com a liderança de Jair Bertoni, Diretor de Associações-Membro (Américas) da FIFA, por parte da entidade internacional, e com André Megale (Diretor de Governança e Conformidade da CBF) e Ricardo Bretas (Gerente de Desenvolvimento da CBF) pela CBF.