2Ex-patrocinador do Fluminense, Celso Barros deu várias entrevistas neste mês falando, abertamente, do desejo de ver os jogadores pagos pela Unimed negociados. Conca foi vendido, mas o futuro dos outros continua indefinido. Ele afirma que não existe diálogo com a diretoria.

– Ninguém me liga para dizer nada. Quem manda no futebol do Fluminense está na Flórida. Que beleza… – ironiza o presidente da empresa, negando ofertas por outros atletas:

– Para mim, só chegou proposta concreta pelo Conca . Desconheço todas as outras que têm sido veiculadas por aí — afirma ele.

 


Sem comentários