Foto: Lucas Merçon - FFC

Diretor executivo geral do Fluminense, Marcus Vinícius Freire é alvo de questionamentos. No clube, há reclamações sobre gastos e falta de resultados do CEO. Segundo os queixosos, Freire não dá o exemplo de redução de gastos e captação de receitas.

Uma das queixas diz respeito à sua presença em viagens (pagas pelo clube) para destinos como Orlando, nos Estados Unidos, onde o time participou do Torneio da Flórida, e São Paulo, local da estreia no Campeonato Brasileiro.

Eles ainda alegam que, além de gerar custos desnecessários ao clube, Marcus Vinícius Freire não tem trazido soluções como se esperava. Exemplos: O acerto com a empresa que produz o material para a FluTV vem sendo postergado, assim como a implementação da loja oficial online. Em relação ao último caso, aliás, a Flusócio, principal grupo político de apoio ao presidente Pedro Abad, fez críticas em seu último post com direito a menção ao executivo.