(Imagem/ Divulgação/Club Guaraní)

Pensando no duelo da próxima terça-feira contra o Fluminense pela Libertadores, o Cerro Porteño (PAR) segue atrás de pelo menos mais um reforço antes da partida decisiva.

A bola da vez é o volante uruguaio Rodrigo Fernández Cedrés, que pertence ao Guaraní (PAR). O jogador é um pedido do técnico Francisco Arce que pretende fechar o elenco com a contratação do meio-campista.

Javier Acosta, diretor esportivo do Guaraní (PAR), em entrevista a Rádio ABC Cardinal, afirmou que houve uma oferta do rival Cerro, mas deixou exposto ao atleta que só liberaria mediante pagamento da cláusula de rescisão.

– Houve uma aproximação, uma oferta do Cerro e falei com o jogador. Expliquei a posição do clube sobre o pagamento da cláusula de rescisão de contrato.

Acosta completa dizendo que houve uma proposta, mas o valor não agradou.

– Foi feita uma proposta de 50% e nem chega perto do valor da cláusula – finalizou o diretor.

Rodrigo Fernández Cedrés tem 25 anos e foi revelado pelo Danubio (URU). Chegou ao Guaraní na temporada 2019 e por lá atuou ao lado do atacante Raúl Bobadilla do Fluminense.