Nenê está no Fluminense desde 2019 (Foto: Lucas Merçon - FFC)

Nenê fez 40 anos de vida na segunda-feira e, recentemente, completou 20 de carreira. Experiente, o meia, que segue como uma referência no time do Fluminense, listou o que aprendeu ao longo do tempo.

— Você vai aprendendo muitas coisas e vai crescendo como pessoa também. Futebol não é só dentro de campo, é igualdade, às vezes proporciona várias coisas para nós. Eu aprendi vários idiomas, por exemplo, que na escola não tive tempo de aprender e nem possibilidade quando era mais novo. Acho que tudo que podemos aprender desde o início da carreira, quando vai pegando experiência. Nunca querer ser mais do que ninguém, principalmente no futebol e isso leva para a vida. As coisas mudam, uma hora você está aqui, outra hora lá e acaba precisando de uma pessoa. Ser correto, honesto e dar tudo de si a cada momento é muito bacana. O exemplo que eu quero passar é que a disciplina e a paixão pelo que fazemos te faz ganhar muito tempo – iniciou, complementando:

— Nem eu mesmo imaginava que aos 40 anos estaria jogando ainda em um time grande, uma Libertadores, possibilidade de jogar as quartas de final, a possibilidade de ganhar um título. Espero que isso seja um exemplo. Não gosto muito de ficar falando, acho que a atitude que arrasta. Se falar uma coisa a pessoa ouve, mas você ter o ato do que está falando marca muito mais. Fico muito feliz de ter jogadores me dizendo que sou uma inspiração, não só os jovens, mas os mais experientes. Atletas que jogaram comigo e estão contra. O Hernanes, no jogo contra o São Paulo. Ele é um cara fenomenal, um ídolo deles e da Seleção. Ouvir isso de jogadores renomados e da molecada. Ser esse exemplo de dedicação e disciplina, não tem preço.

Nenê está no Fluminense desde o meio da temporada de 2019 e seu contrato vai até o fim deste ano.