Com a participação das atletas do Fluminense Ana Beatriz Nunes e Luiza Ferreira, a seleção brasileira júnior de nado artístico conquistou nesta sexta-feira (28/05) a medalha de bronze por equipe no Campeonato Pan-americano de Nado Artístico da UANA (União de Natação das Américas). Com o resultado, a equipe garantiu vaga nos primeiros Jogos Pan-Americanos Júnior da história, em Cali, Colômbia, de 9 a 19 de setembro.

O Campeonato Pan-americano de Nado Artístico da UANA foi realizado em Aruba, porém, a equipe brasileira não pôde competir presencialmente devido à pandemia da COVID-19. A solução foi participar da competição por vídeo. A seleção brasileira gravou suas apresentações na piscina do Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN), da Marinha do Brasil, e as enviou à organização do evento.

A iniciativa valeu à pena e a seleção ficou em terceiro lugar com 75.5333, atrás apenas de México, medalhista de ouro com 82.4333, e Chile, prata com 78.1333.

– Já tínhamos competido virtualmente antes, porém, ainda não tinha sido por equipe e nem em nível internacional. Confesso que foi um pouco estranho e desafiador. Todo o evento da competição presencial nos traz outros sentimentos, o público, os adversários, a ansiedade da viagem. Mas tentamos reproduzir ao máximo esse clima e nos apegamos a nossa grande meta, que era a classificação para o Pan Júnior – comemorou a tricolor Luiza Ferreira.

Os Jogos Pan-Americanos Júnior Cali 2021  serão o primeiro evento continental inteiramente dedicado a atletas de 14 a 22 anos. E os competidores terão uma motivação a mais: os medalhistas de ouro de cada modalidade estarão classificados para os Jogos Pan-americanos Santiago 2023, no Chile.

– A expectativa para Cali é grande, principalmente pela melhora do nosso resultado. Estamos torcendo muito para que tudo fique mais tranquilo em relação ao coronavírus e possamos competir presencialmente – afirmou Ana Beatriz.