O Fluminense está na final do Campeonato Carioca. Depois da desgastante viagem pela Libertadores no meio da semana, o técnico Roger Machado optou por mandar um time misto a campo. Ainda assim, a atuação tricolor foi sólida e as chances criadas bem aproveitadas para despachar, neste domingo, no Maracanã, a Portuguesa por 3 a 1. Yago, Gabriel Teixeira e Kayky fizeram os gols da equipe das Laranjeiras e Chay, de pênalti descontou. Nos dois próximos sábados Flu e Fla decidirão o Estadual.

Apesar da equipe mista, o Fluminense não encontrou dificuldades para tomar conta das ações do jogo. Ganso fazia bem a articulação das jogadas com ambos os laterais dando opções pelas pontas. Gabriel, do lado esquerdo, era mais uma opção importante nas infiltrações em velocidade.

Aos poucos e no toque de bola, a equipe das Laranjeiras foi encontrando os espaços. Ao tabelar com Ganso, Yago acertou belo chute da entrada da área e abriu o placar. Parecia que iria dar a tranquilidade necessária para o time tricolor conduzir uma fácil classificação. Só que havia a arbitragem padrão Ferj. O péssimo Bruno Arleu de Araujo inventou uma falta de Martinelli no meio de campo, que viraria promissor contra-ataque. Na sequência, pênalti para a Portuguesa em saída atabalhoada de Marcos Felipe e gol de Chay. Impressionante e lamentável!

Diante da configuração que a partida tomou, Roger Machado tratou de mandar Kayky a campo no lugar do improdutivo Cazares na volta do intervalo e o menino não deixou por menos. Primeiro, deixou Gabriel Teixeira na cara do gol para recolocar o Flu na frente. Depois, em contra-ataque, resolveu ele mesmo ao partir para dentro da marcação e tocar no meio das pernas do goleiro Neguete. Em poucos minutos assegurou a classificação tricolor.

A partir daí, o Fluminense passou a jogar de maneira segura, saindo mais nos contra-ataques para não ter sustos a ponto de deixar a vaga na decisão em xeque. Antes da final, a equipe tem compromisso na próxima quarta diante do Independiente Santa Fe, no Maracanã, pela Libertadores.

O Fluminense jogou com: Marcos Felipe, Samuel Xavier, Nino, Manoel e Egídio; Martinelli (Wellington, 27′ do 2ºT), Yago (Calegari, 27′ do 2ºT) e Ganso (Lucca, 37′ do 2°T); Cazares (Kayky, intervalo), Gabriel Teixeira e Abel Hernández (Raúl Bobadilla, 18′ do 2ºT).