(Foto: Lucas Merçon - FFC)

Com o final da fase de grupos da Libertadores para o Fluminense e a classificação para as oitavas de final assegurada, o Tricolor agora só voltará a entrar em campo pelo torneio em julho, daqui a quase dois meses. As oitavas estão previstas para as semanas dos dias 14 e 21 de julho. Com isso, a diretoria verde, branca e grená terá tempo para, caso julgue necessário, buscar novas peças para compor o elenco e inscrever na competição a partir das oitavas.

De acordo com o regulamento da Conmebol, os clubes podem, nas oitavas de final, além de trocar cinco jogadores que fazem parte da lista atual, incluir também outros no lugar daqueles inscritos originalmente que acabaram negociados nesse período. O Flu pode, por exemplo, substituir nomes como Frazan, Fernando Pacheco e Samuel Granada, emprestados pelo clube, além de substituir outros como Hudson, lesionado.

Uma das posições mais criticada pelos torcedores é a lateral-esquerda. Egídio e Danilo Barcelos não gozam de muita confiança da torcida e o lateral Jefté, formado em Xerém e que está inscrito na lista dos 50, ainda não foi sequer testado. Outra posição complicada é o meio-campo. Martinelli, que está suspenso pelo terceiro amarelo para o jogo de ida das oitavas, e Yago, ambos titulares, não têm substitutos com as mesmas características.