Plano A era Dentinho
Plano A era Dentinho

Osvaldo era o plano B do Fluminense para o ataque, assim como Wellington Paulista. A prioridade da diretoria era Dentinho, do Shakhtar Donetsk (UCR). Ele foi indicado pelo capitão Fred.

O Tricolor fez uma sondagem aos representantes do jogador, que passaram a situação. Os ucranianos queriam uma compensação financeira para liberá-lo. Fred fez força, destacando a necessidade de o time ter um atleta de velocidade.

Dentinho conversou com dirigentes do clube ucraniano sobre o interesse tricolor. A resposta foi que a negociação só seria aberta caso o clube carioca pudesse pagar a multa rescisória, algo que foi totalmente descartado pela cúpula de futebol e pelo presidente Peter Siemsen.


O contato de Fred animou Dentinho, mas o Corinthians entrou no circuito e também tornou-se um complicador. A situação do jogador, porém, ainda está indefinida. Ele já voltou para a Ucrânia. Osvaldo, então, foi procurado, e o acerto aconteceu.


Sem comentários