A conclusão da construção da rua de acesso ao Centro de Treinamento Pedro Antônio Ribeiro da Silva, que caminhava bem, parou de avançar. Restando apenas 25 metros para chegar na Avenida Ayrton Senna, algumas árvores entraram no caminho do Fluminense e agora o clube depende de uma ajuda da prefeitura.

O Fluminense já entrou em contato com a Secretaria Municipal de Conservação e Meio Ambiente (SMAC), mas o órgão ainda não resolveu a situação. Somente com a retirada da raiz que o clube conseguirá concluir a construção no caminho liberado em licença pela prefeitura. A ideia do Tricolor é que as árvores sejam replantadas em outro local.

Com outros projetos priorizados pelo prefeito Marcelo Crivella, como demandas do projeto “Minha casa minha vida”, a SMAC acabou deixando o Fluminense em segundo plano. Representantes do clube visitaram a prefeitura na última semana e a liberação deve ser concedida nos próximos dias. Enquanto aguarda a situação ser resolvida, o Tricolor segue aterrando o local, mas sem avançar em direção à Avenida Ayrton Senna.