(Foto: Reprodução do Twitter oficial da Ponte Preta)

Após um 2018 difícil, a previsão para 2019 também não é das melhores, muito em função dos problemas financeiros que o Fluminense atravessa. No entanto, com uma lista extensa de atletas que retornam de empréstimo, o clube poderá escolher algumas peças que deverão ser aproveitadas na próxima temporada. Pensando nisso, o portal Globoesporte fez um resumo sobre o que esperar do futuro de cada um. Confira a situação dos atletas:

Orejuela, volante (LDU)

A LDU pediu a prorrogação do empréstimo, na metade da temporada, o que foi negado pelo Fluminense. O clube equatoriano preferiu não exercer a opção de compra. Foi titular e, em 40 jogos, entre o Equatoriano e a Copa Sul-Americana, não marcou gol. Contrato com o Flu até 31/12/2020.

Robinho, atacante (América-MG)

Contratado do Figueirense por R$ 7 milhões, não conseguiu se firmar durante o empréstimo ao América-MG. Foi reserva, atuou em 12 jogos do Brasileiro e não marcou gol. Não continuará no Coelho e recebeu apenas algumas sondagens de outros times brasileiros. Contrato com o Flu até 12/08/2021.

Wellington Silva, atacante (Internacional)

Foi reserva no time gaúcho, pelo qual marcou um gol em 17 partidas, contando Gauchão, Copa do Brasil e Brasileirão. Com salário acima do teto de R$ 150 mil do Tricolor, tem chance de permanecer no Beira-Rio. Troca entre os clubes, ao menos por ora, está descartada. Contrato com o Flu até 31/07/2020.

Nathan Ribeiro, zagueiro (Kashiwa Reysol, do Japão)

O clube japonês não exerceu seu direito de compra e o defensor retorna ao Tricolor. No Japão, entre o campeonato e a copa nacional, disputou apenas oito partidas. Contrato com o Flu até 31/12/2019.

Reginaldo, zagueiro (Ponte Preta)

Titular na campanha do quinto lugar na Série B, o defensor atuou em 22 partidas. Marcou um gol, no clássico diante do Guarani. Contrato com o Flu até 31/12/2020.

Nogueira, zagueiro (Figueirense)

Titular em toda a temporada, contanto Catarinense, Copa do Brasil e Série B, atuou em 43 jogos e marcou cinco gols. Houve uma tentativa do Figueira em mantê-lo, em uma negociação que envolvia a dívida do Flu em relação ao atacante Robinho. Não houve acerto. Contrato com o Flu até 30/04/2019.

Lucas Fernandes, atacante (Vitória)

Depois de um período no Paraná, atuou na Série A pelo Vitória. Somou 37 jogos e três gols, todos pelo time baiano, que acabou rebaixado. Espera uma posição do Fluminense, clube com quem tem contrato até 31/12/2019.

Mascarenhas, lateral-esquerdo (Atlético-GO)

Começou o ano no Botafogo-SP e depois disputou a Série B pelo Atlético-GO, time no qual atuou em 19 jogos. Não marcou gol. Contrato com o Flu até 30/06/2019.

Luiz Fernando, volante (Minnesota United, dos Estados Unidos)

Clube dos EUA não exerceu a preferência de compra. Coritiba e Atlético-GO buscaram informações e há chance de negociação. Contrato com o Flu até 29/12/2020.

Maranhão, atacante (Goiás)

Fez quatro gols em 48 participações de jogos. Foi reserva a temporada inteira. Contrato com o Flu até 31/12/2019.

Marlon Freitas, volante (Criciúma)

Em 24 jogos, a maioria como titular, marcou um gol na Série B. Contrato com o Flu até 30/07/2019.

Luquinhas, meia (Oeste-SP)

Sofreu com lesões e atuou em apenas quatro jogos na Série B. Contrato com o Flu até 30/06/2019.

Felipe Amorim, meia (Figueirense)

Reserva a maior parte do tempo, tem dois gols em 33 jogos, contando Catarinense, Copa do Brasil e Série B. Contrato com o Flu até 31/12/2019.

Outros

Os atacantes Peu, Euller e Matheus Pato (Samorin), o volante Willian (Guarani), o zagueiro Derlan (Grêmio) e os atacantes Matheus Alves (Suwon City), Levi (Hercílio Luz) e Willian Henrique (Mirassol) também retornam de empréstimo.