Clima é tenso após erros de arbitragem (Foto: Divulgação/Conmebol)

Após boa vitória do Fluminense, por 2 a 0, para cima da equipe do Cerro Porteño (PAR), um lance chamou bastante na partida por conta da interferência da arbitragem.

No lance em questão, o árbitro assistente Julio Fernández levantou a bandeira antes do término da jogada e fez com que o árbitro Facundo Tello anulasse o gol de Boselli. O VAR, comandado pelo chileno Cesar Deischler e pelo auxiliar Eduardo Gamboa, falharam ao utilizar Luccas Claro para traçar a marcação com o camisa 9 do Cerro, mas esqueceram de Samuel Xavier, que estava mais recuado, o que pode ter ocasionado o erro.

Devido ao lance polêmico, a Conmebol emitiu um documento em seu site oficial e decidiram suspender e notificar os envolvidos diretamente no lance. Logo, o assistente Julio Fernández, o árbitro de vídeo Cesar Deischler e seu auxiliar Eduardo Gamboa, estão suspensos de todas as competições organizadas pela federação por tempo indeterminado .

Representantes do Cerro cogitaram pedir a anulação da partida e demandam uma medida extraordinária da Conmebol em função do suposto prejuízo causado ao clube paraguaio.

Confira a nota oficial divulgada no Twitter oficial da Conmebol: