Consórcio informa que seguirá administrando o Maracanã

Consórcio informa que seguirá administrando o Maracanã

maracanaMesmo com as não demolições do Estádio de Atletismo Célio de Barros e do Parque Aquático Júlio Delamare, a Concessionária que administra o Maracanã informou que cumprirá o contrato de 35 anos com o Governo do Estado do Rio.

O grupo planeja propor a construção do estacionamento nos terrenos para onde deveriam ser transferidos o Estádio de Atletismo Célio de Barros e o Parque Aquático Julio de Lamare, perto da Quinta da Boa Vista.

– Estudamos várias formas de compensar o valor perdido pelos estacionamentos e a facilidade que trariam ao público. Uma delas é tentar construir um estacionamento com lojas nos terrenos para onde seriam levados o Célio de Barros e Julio de Lamare. Nós ainda acreditamos no modelo de estádio mais atrativo e confortável, com serviços em volta. O fato é que teremos de pagar ao governo os R$ 594 milhões em investimentos. Não sabemos como vai ser com as mudanças, podemos reformar o Célio de Barros, podemos investir em outras coisas que o governo pedir… – afirmou Dênio Cidreira, diretor-superintendente da Odebrecht Properties, braço da construtora que administra o Maracanã, a Fonte Nova e a Arena Pernambuco