(Foto: Rodrigo Coca - Corinthians)

Adversário do Fluminense no próximo sábado, no Maracanã, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Corinthians pode ter quase um time inteiro só de desfalques. Uma ausência é certa. Trata-se do volante Roni, suspenso com três cartões amarelos.

No empate por 0 a 0 com o Boca Juniors (ARG), terça-feira, na Neo Química Arena, pela ida das oitavas de final da Libertadores, o lateral-direito Fagner sentiu dores na coxa direita e saiu no intervalo. O atacante Willian deslocou o ombro esquerdo. Ambos são dúvidas até para a volta frente aos argentinos, terça que vem, em La Bombonera.


O Corinthians também não conta com o volante Paulinho (recuperação de cirurgia de reconstrução dos ligamentos), o volante Maycon (lesão no adutor da coxa direita), o zagueiro Gil (lesão do músculo posterior da coxa direita), o meia Renato Augusto (desconforto na panturrilha), o atacante Gustavo Mosquito (tendinite), o meia Du Queiroz (contratura no músculo posterior da coxa esquerda) e o lateral-direito Rafael Ramos (desconforto no músculo posterior da coxa esquerda).


O técnico Vítor Pereira, em entrevista coletiva após a partida, afirmou o clima de incerteza em relação aos possíveis retornos.

– Temos Fluminense e depois Argentina para bater com Boca na casa deles. O melhor é descansar, dormir e começar a pensar a partir de amanhã na partida do Fluminense. Fábio (Santos) jogou 90 minutos há três dias, não acredito que pudesse dar capacidade. Jogador experiente, mas falta mocidade. Está fora de questão. Senão, qualquer dia não tenho 11 para colocar em campo. Ou fazemos um time da base, qualquer dia teremos um cenário deste – comentou.