Criação de liga, por ora, é descartada por presidente do Fluminense

Criação de liga, por ora, é descartada por presidente do Fluminense

Foto: Photocamera
Foto: Photocamera

Públicos pequenos, taxas cobradas pela federação, estádios…Esses ítens e muitos outros são discutidos por Fluminense, Flamengo e Vasco, que manifestaram oposição ao presidente da Ferj, Rubens Lopes. Eleito, o mandatário do órgão terá tempo para convencer o trio de que a criação da liga de clubes não é uma boa saída.

– Em toda a minha gestão, nos três primeiros anos, público foi um problema. Uma hora por conta da logística do Engenhão, uma hora porque não tinha Engenhão e Maracanã. Tivemos uma decisão de turno em Volta Redonda no ano passado, é uma situação ruim. A culpa é da Federação? Não. É de todos. Não nos preparamos depois do que aconteceu no ano passado. Os clubes precisam que a Federação conduza esse tipo de mudanças. É muito difícil atuar hoje, na estrutura política de regulamentos da estrutura, CBF, Ferj e clubes, é muito difícil. Só se os clubes, em nível de rebeldia maior, montassem ligas. Haveria enfrentamento de regras, funcionamento. Não seria bom para ninguém. A gente acordou, se uniu, vamos ter que propor soluções, tentando implementar, ainda que não ocorra alinhamento político, para evitar que a gente tenha que pensar em algo mais radical.


Sem comentários