Cristóvão Borges contextualiza o racismo no futebol

Cristóvão Borges contextualiza o racismo no futebol

Foto: Bruno Haddad
Foto: Bruno Haddad

Os casos de racismo acontecem no mundo inteiro. Perguntado o motivo de tantas manifestações desta natureza, Cristóvão Borges, como não poderia ser diferente, trata o problema como social.

– Porque as relações social e racial andam juntas. Não existe negro em cargos de direção ou na universidade porque, socialmente, são mais pobres e têm mais dificuldade de acesso. Mas a gente não tem que ficar só reclamando. A gente tem que se preparar porque, se você é preparado, independe de cor. Você vai ascender. Para mim foi muito difícil. Agora, quando tive a oportunidade, eu já tinha muita experiência e estava preparado. E quando assumi, busquei me preparar mais ainda. Eu não paro. Isso vai fazer com que eu tenha facilidade de seguir ascendendo. Eu não deixo de me preparar. Eu invisto muito em me preparar, em estudar – falou o treinador do Fluminense.gio


Sem comentários