Apaziguador, Cristóvão quer convergência entre Flu e Unimed

Apaziguador, Cristóvão quer convergência entre Flu e Unimed

Foto: Nelson Perez
Foto: Nelson Perez

A dispensa de Renato Gaúcho e as críticas públicas de Celso Barros, gestor da Unimed, ao presidente do Fluminense, Peter Siemsen,deixaram o clima nas Laranjeiras conturbado. O novo técnico, Cristóvão Borges, sentiu o ambiente pesado no semblante dos jogadores.

– Na minha chegada, eu percebi bem o ambiente. Os jogadores, lógico, nessa situação, com algumas dúvidas, certa insegurança e muitas críticas, condizentes com aquilo que estava acontecendo. Não estavam conseguindo realizar o jogo com a qualidade que eles têm. É desejo do patrocinador e da diretoria um Fluminense forte. Na medida que a gente vai tendo atitudes convergentes para esse lado, vai ser muito melhor. O nosso foco foi todo direcionado para que pudéssemos mudar de fase e conversar de novo. E isso está acontecendo. O que todos querem é ver o Fluminense bem e ganhando, o patrocinador, o torcedor – destacou Cristóvão.


Sem comentários