(Foto: Divulgação/Maracanã)

Depois de anunciar a liberação de 10% da ocupação das arquibancadas do Maracanã no dia 30 de julho, após um pedido do Flamengo, a Prefeitura do Rio de Janeiro agora anuncia o veto oficial à presença de público nos estádios da cidade devido ao aumento dos casos da Covid-19.

Diante desse cenário, até o pedido do Fluminense de liberação do público para o duelo frente ao Barcelona de Guayaquil (EQU) não foi aceito. As razões pela tal são a circulação da variante delta, considerada mais contagiosa, e o aumento do número de casos da Covid-19.

Leia a íntegra da nota abaixo:

“NOTA TÉCNICA S/IVISA-RIO COVID-19 Nº 18/21

CONSIDERANDO a situação epidemiológica do Município, com a circulação da variante DELTA de SARS-Cov-2 com maior potencial infectante.

CONSIDERANDO a confirmação da tendência de alta do número de casos no Boletim Epidemiológico da Semana 31, divulgado às páginas 37-50 da edição de 09/08/2021, do Diário Oficial do Município.

Fica SUSPENSA a autorização para a presença de público em estádios, ginásios e demais equipamentos durante a realização de partidas e eventos esportivos, incluindo-se eventuais torcedores convidados, sendo admitida a presença dos respectivos atletas e delegações técnicas, da comissão de arbitragem, dos profissionais de imprensa, atendimento médico e segurança pública e de funcionários da manutenção.”