De mistão, Flu perde para o Fla e cai para segundo no...

De mistão, Flu perde para o Fla e cai para segundo no Grupo B

Flu só resolveu jogar quando já perdia de 3 a 0 (Foto: Photocamera)
Flu só resolveu jogar quando já perdia de 3 a 0 (Foto: Photocamera)

Rodrigo Mendes

Sem inspiração, o Fluminense foi atropelado pelo Flamengo em partida realizada na noite deste domingo, em Volta Redonda. O mistão tricolor perdeu de 3 a 1 e, de quebra, ficou no segundo lugar do Grupo B com 13 pontos, dois a menos que o líder Resende. O rival? Bem… Esse já estava eliminado há mais de uma semana. Hernane e Renato Abreu (duas vezes) marcaram para o Rubro-Negro. Rafael Sobis descontou.

De time misto, o Fluminense até começou a partida em ritmo acelerado, tal qual o Flamengo. O adversário parecia jogar tudo aquilo que não conseguiu no segundo turno inteiro e era superior. Mais organizado, o Rubro-Negro marcava eficientemente único criador do meio de campo tricolor, Wágner, e saía com precisão nos contra-ataques.

Num desses contragolpes, Gabriel achou bom lançamento para Leonardo Moura nas costas de Carlinhos e o lateral mandou na cabeça de Hernane para abrir o placar logo cedo. O jogo até seguiu equilibrado. Pela direita, o Fluminense era mais incisivo no setor ofensivo com Wallace e Rhayner. No entanto, a equipe mal conseguia ameaçar Felipe. Na única vez em todo o primeiro tempo que o goleiro do Fla foi exigido, Michael cabeceou sem força em suas mãos. O centroavante, inclusive, ficou isolado durante a maior parte do confronto. Rafael Sobis, outra opção ofensiva, também não conseguia aparecer.

Quando parecia que o intervalo chegaria com a vantagem mínima para o rival, o péssimo árbitro Marcelo de Lima Henrique conseguiu ver pênalti em um encontrão de Carlinhos e Rafinha fora da área. Resultado: bola na marca da cal e Renato Abreu mandou para dentro já no apagar das luzes.

Na volta para o segundo tempo, o que já era ruim ficou ainda pior. Antes mesmo dos cinco minutos, Rafinha obrigou Cavalieri a fazer grande defesa, mas Renato Abreu aproveitou o rebote para marcar o terceiro do Fla.

A partir daí, a partida virou uma pelada. O Flamengo tinha plena consciência que seu trabalho já estava feito e tirou o pé do acelerador. O Fluminense até parecia acordar. Em lances esporádicos, chegava com certo perigo. Rhayner e Wágner obrigaram Felipe a trabalhar. O atacante dos poucos gols também chegou a desperdiçar uma boa chance isolando bola praticamente da marca do pênalti.

O Tricolor chegou a descontar com Rafael Sobis escorando cruzamento em bela de Carlinhos e deu a falsa impressão de que poderia reagir. O Rubro-Negro respondeu com Hernane obrigando Cavalieri a fazer espetacular defesa em um chutaço que ainda parou no travessão. A partida, de morta, ganhou em emoção. Posteriormente, as entradas de Wellington Nem e Felipe melhoraram muito a postura do atual campeão carioca e brasileiro. Porém, nem todos os esforços foram suficientes para mudar a história do jogo.

Apesar da derrota, o Fluminense continua classificado para a semifinal da Taça Rio e o Flamengo, eliminado. E quinta-feira tem Libertadores. O adversário é o Caracas em São Januário. É tempo de sacodir a poeira e já buscar a recuperação na competição internacional.

Foto: Photocamera