Destrinchando o Olimpia: ataque eficaz, bola aérea e caldeirão

Destrinchando o Olimpia: ataque eficaz, bola aérea e caldeirão

Em casa, Olimpia marcou 13 gols nesta Libertadores

A preferência da torcida do Fluminense e dos jogadores era pelo Tigre (ARG) como adversário nas quartas de final. Justifica-se. Detentor de três Libertadores e um Mundial, o Olímpia (PAR) estará no caminho do atual campeão brasileiro. Por isso, o jornal “Lance” fez uma análise da equipe paraguaia, quarta melhor classificada na fase de grupos.

O Olímpia terminou em primeiro da chave, com 13 pontos, deixando para trás equipes tradicionais como Newell’s Old Boys (ARG) e Universidad de Chile (CHI), que acabou eliminada. Tem na bola aérea uma de suas principais armas, enquanto no setor ofensivo conta com os meias Ariosa, Ortuiz e Báez em rápida movimentação e a inversão no ataque da dupla Bareiro e Salgueiro. Ambos voltam para buscar o jogo.

O time de Assunção possui o segundo melhor ataque da Copa Libertadores, com 21 gols. Só perde para o Atlético-MG, que marcou um. O Olímpia, entretanto, fez dois jogos a mais, pois participou da primeira fase do torneio.

A torcida também é um aliado fundamental. Ela lotou o Defensores del Chaco em todas as ocasiões e fez com que o Olímpia não perdesse – venceu quatro jogos e empatou um.

O volante Ortiz é o grande nome do time alvinegro. Aos 22 anos, é um jogador moderno – marca e sai para o jogo. É titular absoluto do Olímpia e da seleção paraguaia. Saiba mais:

Tricampeão
O Olimpia é o único time paraguaio que já conquistou a Libertadores. A equipe faturou a competição três vezes: 1979, 1990 e 2002.

O Mundo
Em 1979, venceu o Malmö, da Suécia, e conquistou o Mundial Interclubes. Nas outras vezes em que chegou, foi derrotado. Perdeu para o Milan em 1990 e para o Real Madrid em 2002.

Em casa nesta Libertadores
Olímpia 2 x 0 Defensor (URU)
Olimpia 3 x 0 Universidad de Chile (CHI)
Olimpia 2 x 2 Deportivo Lara (VEN)
Olimpia 4 x 1 Newell’s Old Boys (ARG)
Olimpia 2 x 0 Tigre (ARG)