Diguinho relembra episódio do chororô e diz que não repetiria

Diguinho relembra episódio do chororô e diz que não repetiria

chororo2A cena no vestiário do Botafogo após a perda da Taça Guanabara de 2008 para o Flamengo é comentada até hoje. Todos os jogadores alvinegros foram para a entrevista coletiva e, literalmente, choraram a perda do título, bem como o presidente da época, Bebeto de Freitas. Diguinho fez parte daquele grupo e afirma que, embora não tenha se arrependido do gesto, não repetiria.

– Hoje em dia talvez não. Mas não tenho arrependimento na minha vida. Só do que não fiz. Aquilo foi marcante porque você tinha jogadores que eram referência, o treinador, o presidente. Você entra no vestiário e vê as pessoas chorando porque perderam um título. Poucos sabem o que a gente passa, o sofrimento que é, o desgaste. Chegar numa final e perder da maneira que foi. Poucos dão o mesmo valor. Aquilo me marcou, chorei de raiva. Não sei perder, não aceito derrota. Me marca muito. Não me arrependo. Fiz porque perdi o título e pelas referências que tinha. Eram pessoas que se dedicavam. Tiro como lição de vida. Se tiver de chorar para o Fluminense ser campeão, choro. Não tem problema. Chorar não é vergonha – disse.


Sem comentários