O mandatário do Fluminense já declarou que a posição da torcida do clube, no Maracanã, é inegociável. Fato este que causou a fúria do homem forte do Vasco da Gama, o presidente Roberto Dinamite.

Decepcionado com a postura do mandatário tricolor, o dirigente cruzmaltino não se fez de rogado e disse que apoiaria um boicote da torcida vascaína para o clássico de domingo.

– Boicote? É uma decisão do torcedor e tenho que acatar. Mas senti, como torcedor, nessa condições, se eu fosse optar, eu não iria para o jogo – afirmou o dirigente, em coletiva na Ferj.