Diretor reclama de conivência da Conmebol com arbitragens ruins

Diretor reclama de conivência da Conmebol com arbitragens ruins

Wilmar Roldán prejudicou o Fluminense contra o Emelec

O episódio de quinta-feira, quando o Fluminense foi prejudicado pelo árbitro colombiano Wilmar Roldán e perdeu para o Emelec no Equador por 2 a 1, foi só mais um na Libertadores. Para Rodrigo Caetano, isso acontece porque a Conmebol é conivente com as atuações ruins dos homens do apito. O diretor-executivo lembra que essa não é a primeira vez na qual o Tricolor é prejudicado na competição.

– Vem sendo uma rotina desde o ano passado. Tudo aquilo que nós poderíamos fazer como mostrar nossa contrariedade, ir até a Conmebol, assim como fizemos no ano passado no jogo com o Boca, mandar vídeos, tudo já foi ponderado, mas dificilmente é avaliado – comentou.